15 de junho de 2012

Blogagem Coletiva Amor aos Pedaços: Questionamento

http://4.bp.blogspot.com/-yLPlnH2h_zY/T7UrgoZifjI/AAAAAAAALbA/avS01rygIN4/s1600/amor_aos_pedacos.jpgHoje acontece a quarta fase da Blogagem Coletiva Amor aos Pedaços, promovida pelos quatro “erres”, Rute, Rosélia, Regina e Luma Rosa – mais detalhes aqui na, chamada para a blogagem. Nas fases anteriores já falamos sobre o Encantamento, o Desencanto e a Esperança. Desta vez, falaremos sobre o Questionamento.

Somos, por natureza, seres questionadores. Se vai dar certo, se trará retorno, se estamos certos ou errados. Se é o que pensamos, se somos quem queremos ser.

Toda uma infinidade de questões permitem que nos avaliemos em busca de nosso verdadeiro eu. Sem querer parecer profundo demais, esta é uma das questões que mais me veem em mente quando vou dormir. Meu professor de filosofia da faculdade costumava soltar algumas pérolas no fim das aulas e dizia em seguida: muitos de vocês vão dormir comigo hoje, pensando em mim e no que acabei de dizer. Tenho pensado bastante ultimamente, e minha cama, constantemente, fica cheia.

E se me surpreendo é por não ter sido, até agora, uma questão de vital importância para mim. Até os 24 anos estava tudo bem, eu ainda era meio molecote, e via todo um futuro pela frente. Mas, ao chegar nos 26, passei a enxergar melhor o passado, o caminho que me trouxe até aqui – e como bom humano, de carne e osso, também o porquê de ele ter me trazido somente até aqui. Estou numa fase que algumas atitudes têm de ser tomadas, e me assusta um pouco não o não saber exatamente quais são, mas sim saber o que tem de ser feito e temer as consequências disso. Não é fácil sair da zona de conforto.

Aqui questiono minhas esperanças. Quais delas são reais e possíveis, e quais mero sonho?

Mas, também, não há que se questionar até o fim dos tempo. existe momento para tudo, e se nos questionamos, bom que seja para que nos tornemos mais cientes de nós mesmos e possamos agir de uma forma tal que faça com que estes momentos de reflexão tenham valido a pena.

No fim, saber se questionar é uma arte. Olhar para dentro de si e saber interpretar o que há ali, a pessoa que se é, é uma dádiva.

 

Creio que é isso. Esgotei minha linha de pensamento rápido demais. Para ver a lista dos participantes, visite o Luz de Luma.

17 comentários:

  1. Gostei muito da discussão. É difícil entrar na vida adulta sem planos e não questionar os caminhos que a vida nos coloca. Eu mesma, questiono até o código de barras da embalagem de Trakinas! Muito bom o post!

    Abraços

    Lu Tazinazzo
    http://aceitaumleite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, não é nada fácil mesmo. Mas faz parte de todo o processo. Sendo assim, só nos resta aproveitar tudo oq ue for possível.

      Abraços.

      Excluir
  2. Concordei com tudo, sim... questionar é uma arte. E nossa... se com 24 você era um molequote... imagina eu com 19 agora. ASHUAHUSAHUSU Já amadureci muito, mas tem muita coisa que sei que tenho que melhorar em mim mesma e para isso, preciso dos questionamentos.

    Luciano, estou terminando um livro e começarei Conselho de Amiga... essa semana foi uma loucura na minha vida UAHSUAHSUAHUSA

    Abraço. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ágata, é bem assim mesmo: temos de nos questioanr para que possamos conhecer a nós mesmos. Com 19 está bom, eu que demorei um bocado para começar, rsrs.

      Abraços.

      Excluir
  3. Eu brinco que os 25 anos são uma segunda adolescência porque novamente questionamentos vem a tona: "o que fazer?"; "por quais caminhos seguir?"... Quem já tem um namoro de longa data já pensa em constituir família e quem não tem como eu o que faz??? Investe na vida profissional, mas a nossa sociedade diz que apenas isso não satisfaz, será mesmo???

    Vários são os temas que pairam na minha triste mente rsrs a vida adulta se impõe com toda as suas exigências diante de nós é tenso...

    Também estou nessa Luciano, questionando a mim e meus caminhos, tentando entender para onde quero ir... Acho que é isso o que ocorre depois dos 20 e antes dos 30.

    Boa Sorte com os seus questionamentos!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pandora, acho que somos insatisfeitos por natureza: sempre querendo mais e/ou melhor. e, também, acredito que estes questionamentos são permanentes, apenas mudam o conteúdo. Faz parte do nosso crescimento, o que não quer dizer que seja fácil.

      Grande abraço ;)

      Excluir
  4. Oi Luciano,
    de fato você esgotou seu monólogo muito rápido, rapaz. Estáva amando "ler você" e às páginas tantas ficou parecendo aqueles livros do google books que não estão completos :)

    Não leva a mal a brincadeira, hein!
    A verdade é que muito me surpreendeu você estar abrindo a caixa de pandora e como sou aficcionada de enigmas (há quem me chame apenas curiosa!), acelerei na velocidade de leitura e pumba(!) travei a fundo no final.

    Também adoro filosofia. E adorei essa aí de ter a cama "cheia".
    Fantástica sua participação. Está melhorando de fase para fase.
    Ficarei expectante da fase final.
    Beijo além-mar.
    Rute

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rute, acredite, não foi por querer, rsrs, mas travei aí e não saiu mais nada. Blogagens coletivas e memes são um perigo para mim, acabo ficando solto, e, às vezes, falo até um pouco a mais...

      Grande beijo.

      Excluir
  5. Luciano

    Questionamentos vamos ter a vida toda. Acho que hoje os jovens tem mais consciência disso e talvez seja isso que os deixa insatisfeitos. É o que faz se preocuparem sem saber talvez o que querem na verdade ou até o que possa surgir sem perceber.
    Acho que é mais por aí que as coisas acontecem.

    Vou deixar a vida o levar que é mais gostoso assim, pois se continuar a falar não paro.

    Fico feliz que todo mês temos um encontro marcado nessa Blogagem e como é bom dividir esses momentos.

    Uma boa semana!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irene, sabe que também penso nisso: conhecer as possibilidades, mesmo àquelas que não estão à mão ou não são assim tão possíveis, nos fazem duvidar e ser mais insatisfeitos. Não que viver no desconhecimento seja uma maravilha, mas conhecer tem dessas "desvantagens".

      Beijos ;)

      Excluir
  6. Oi Luciano,
    Realmente questionar nasce com a gente e muitas vezes ficamos sem saber aonde ir,quais decisões tomar,o que queremos de fato.
    Acredito que pra cada questionamento a vida vai nos dando um caminho(nem sempre como queremos)pra seguir e lá na frente iremos olhar e ver que os caminhos foram escolhidos através das nossas dúvidas,trabalho,um pouco de incertezas e desse eterno questionar,afinal questionar é o primeiro passo para se chegar em algum lugar.
    Uma ótima semana pra vc,abraço,=)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suu, exato. cada questionamento nos leva a um caminho, e é passo primordial para que cheguemos a algum lugar. O que seria de nós se não nos questionássemos?

      Abraços.

      Excluir
  7. Tudo tem seu momento certo para os questionamentos, mas é a noite quando nos pegamos a pensar sobre temas que não existe compreensão.Algumas devem ficar guardadas para o momento oportuno...
    Paz e bem
    Participo da BC

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Bel, mas como é difícil saber controlar o impulso e resistir aos pensamentos, que sempre sabemos ara onde nos levarão: uma onda de dúvidas...mas não custa tentar afastá-los para outra hora, outro dia ;)

      Grande abraço.

      Excluir
  8. Os questionamentos nunca terminam e decifrado um enigma, logo aparece outro! Eu não posso pensar na cama, senão perco o sono! Já vou para a cama caindo nas tabelas. Tenho as minhas pausas que pode ser no meio de uma multidão.
    Sobre ter que tomar uma decisão, nem sempre é viável! Na hora de pesar os prós e contras, deve pensar para quem será melhor tomar uma decisão. Nessas horas, uma certa dose de egoísmo faz um bem danado!!
    Veja esse texto do Quiroga, ao qual cito um trecho: "Por isso, uma coisa é atingir o porto seguro de uma certeza, outra diferente é se convencer de essa certeza ser tudo. Nesse momento, sua mente teria deixado de refletir.
    As certezas, por isso, e paradoxalmente, podem ser mais enganosas que as incertezas, pois estas pelo menos garantem que a busca continuará."
    Estou muito atrasada com essa blogagem e os motivos falei no post de lançamento da 5ª e última fase. Quero te agradecer por mais uma vez participar da blogagem!!
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luma, chego mesmo a perder o sono, e olha que durmo tarde por natureza! E concordo plenamente com a ideia de que uma certa dose de egoísmo, nesses momentos, é necessária: já deixei de fazer/decidir muita coisa pensando nos outros, e, hoje, me arrependo...

      Grande beijo, e que tudo se acerte ;)

      Excluir
  9. Olá,
    "O tempo foi teu amigo
    Mandava-lhe ventos favoráveis
    Mandava-lhe o orvalho da manhã"...
    (Simone Martins)

    Hoje vim escutando uma conversa mesmo sem querer (falavam alto) e, lendo o sue post, me recordei dela: Haja tomada de decisão após os questionamentos!!!
    Cheguei agorinha à tarde de uma Missão e passo pra lhe agradecer o seu comentário.
    Abraços fraternos de paz

    ResponderExcluir

Olá, seu comentário é muito importante para nós.

Nenhum comentário aqui publicado sofre qualquer tipo de edição e/ou manipulação, porém o autor do blog se reserva o direito de excluir todo e qualquer comentário que apresente temática ofensiva, palavras de baixo calão, e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação racial, estando assim em desconformidade com nossa Política de Privacidade.

Oscar