27 de julho de 2015

Inocência? – O Protetorado da Sombrinha: O Terceiro Livro, de Gail Carriger [Resenha #230]

Inocência


Sinopse: Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Ao abandonar a residência do marido e se mudar de volta para o lar de sua terrível família, Lady Maccon se tornou o escândalo da temporada em Londres. Além disso, a Rainha Vitória dispensa Alexia do Conselho Paralelo, e a única pessoa capaz de ajudar a esclarecer os fatos, Lorde Akeldama, inesperadamente deixa a cidade. Como se não bastasse, Alexia é atacada por joaninhas mecânicas assassinas, indicando – como apenas joaninhas são capazes de fazê-lo – o fato de que todos os vampiros londrinos estão muito interessados em vê-la rigorosamente morta. Enquanto Lorde Maccon concentra seus esforços em ficar cada vez mais ébrio e o Professor Lyall se desdobra para que a Alcateia de Woolsey se mantenha coesa, Alexia deixa a Inglaterra em direção à Itália em busca dos misteriosos Templários. Somente eles têm o conhecimento sobre os seres preternaturais que Alexia precisa para entender sua crescente e inconveniente condição, mas eles podem ser piores que os vampiros – e estão armados com molho pesto. A série de STEAMPUNK mais cultuada do mundo! Best-seller do New York Times e finalista do Goodreads Choice Award na categoria Paranormal Fantasy.


Poucas séries me deixaram tão ansiosos por um lançamento quanto “O Protetetorado da Sombrinha”, da autora Gail Carriger. E tive que esperar muito até ter este terceiro volume em mãos. Se a leitura valeu a pena? Bom, Alexia Maccon continua tão divertida e carismática quanto antes.

AVISO: ESTA RESENHA PODE TER REVELAÇÕES INCOMÔDAS SOBRE O ENREDO PARA QUEM NÃO LEU OS DOIS PRIMEIROS VOLUMES DA SÉRIE.
NÃO LEIA SE VOCÊ PRETENDE, EM ALGUM MOMENTO, LER OS LIVROS!

Metamorfose?, o segundo livro da série, terminou de uma maneira que deixou os fãs da série boquiabertos: tendo partido para a Escócia com o marido para investigar um surto de quebras de maldição – que faz com que os seres sobrenaturais, lobisomens e vampiros, imortais, voltem à mortalidade – Aléxia conhece a antiga alcateia de Lorde Maccon, seu marido, que agora é o Alfa da Alcateia de Woolsey, e fica surpresa com o clima de animosidade que impera no lugar.

Mas o pior mesmo vem no final, quando ela descobre que está grávida, o que leva seu marido àrejeitá-la, a acusando de traição.

Se você está lendo esta resenha é porque ignorou o aviso acima e, acredito, tem familiaridade como que se passou nos livros anteriores. Pois bem. Aléxia é uma preternatural, uma classe de seres extremamente raros que não são dotados de alma – ou do conceito que à ciência no universo do livro considera como alma – e, além disso, tem a capacidade de anular, com o toque, as transformações sobrenaturais. Por exemplo: se um vampiro a toca, ele perde suas características fantásticas, e volta a ser um mero mortal, o mesmo acontece com lobisomens.

Assim, o casamento dela com um lobisomem – ainda mais o Alfa da mais poderosa Alcateia da Inglaterra – foi visto com bastante ceticismo, mas Alexia está longe de ser o perfil admirado pela sociedade vitoriana, que, por mais ridículo que possa ser, aceita lobisomens e vampiros integrados à sociedade, mas torce o nariz para moças morenas chegando solteiras à casa dos trinta.

Então, como seria possível ela, uma preternatural, engravidar de um lobisomem? Sem que nenhum caso do tipo seja conhecido, o Conde Maccon rejeita a esposa, e ela tem de voltar para a casa dos pais.

Faziam quase dois anos que tinha lido o segundo livro e a reinserção no universo da série, mais uma vez, foi muito tranquila, a autora tem uma capacidade enorme de fazê-lo e quase não senti o tempo que fiquei sem contato com a série. E tudo continua muito bom de ser acompanhado. Por ser um steampunk, a autora escreve sobre o período vitoriano com recursos tecnológicos que só seriam conhecidos muito tempo depois, mas desenvolvidos com a tecnologia disponível à época. A ciência também é algo a parte, com temas como éter e alma sendo discutidos com uma propriedade que não deixa o leitor confuso ou perdido.

Neste livro, Aléxia, seu fiel mordomo Floote e a inventora francesa Madame Lefoux fogem para o continente para, ao mesmo tempo que procuram buscar saber alguma coisa sobre o atual estado de Alexia, consigam fugir das Colmeias (clãs de vampiros) britânicas que a querem morta justamente por temerem o tipo de criatura que ela carrega no ventre; enquanto Conde Maccon fica desolado pela “traição” da esposa e acaba deixando todos os afazeres da Alcateia de Woolsey nas mãos de seu Beta, o Professor Lyal.

E se tem uma cosia que este volume proporciona, além de conhecermos mais dois países e termos ideia de como lidam com a existência dos sobrenaturais, como a França e a Itália, é o de a autora expandir o número de personagens carismáticos que se somam às amizades de Alexia, cada um mais excêntrico e querido que o outro.

Para finalizar, a autora soma pontos mais uma vez ao recontar a história em favor de seu livro. Na Itália, sob forte influência da Igreja Católica, os sobrenaturais são vistos como seres demoníacos, que escolheram viver sob a Lua tendo aberto mão do Sol, divino. Assim, a influência desse pensamento sobre a sociedade é grande, e o preconceito e perseguições que os sobrenaturais sofre ali são enormes, tendo a Igreja até mesmo uma armada para combatê-los, os Templários.

Por fim, continuo extremamente fã da série e, de novo, ansioso por um novo lançamento. Não sei se existem notícias sobre um novo volume, espero, sinceramente, que sim.

 


+ da série

Alma? - O Protetorado da Sombrinha Livro Um
Metamorfose? - O Portetorado da Sombrinha o Segundo Livro


 

Inocência? - O Protetorado da Sombrinha: o Terceiro Livro, de Gail Carriger (Blameless, 2010 Tradução de Flávia Carneiro Anderson, 2015) – 316 páginas, ISBN 9788565859554, Editora Valentina.

COMPRAR: [SUBMARINO] [AMERICANAS.COM]

{A+}

 

Comentário Premiado

COMENTOU? PARTICIPE DO COMENTÁRIO PREMIADO, CLIQUE AQUI.

10 comentários:

  1. É ótimo né?!!!

    Dos 3 esse foi o que eu mais gostei. Acho que você percebeu.

    Enfim, amei sua resenha!!!!! Gostei muito da Madame Lefoux ♥ Tudo lindo e perfeito!!!!

    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lelê, eu também!, e até mesmo pela situação que fica em aberto no segundo livro, o terceiro tem uma urgência pra que as coisas fiquem bem, rsrs ;)

      Excluir
  2. Havia lido algumas resenhas da série mas como não tenho tanto interesse de lê-la ao menos não tão cedo, resolvi mesmo assim ler a resenha. Parece um bom livro mas desde que li a primeira resenha rs ainda acho a ideia dele meio confusa mas isso deve ser justamente porque só tenho lido resenhas e não livro em si.

    =*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, o universo do livro é bastante inusitado, e, até mesmo por isso, sensacional! Vale a pena ler ;)

      Excluir
  3. Oi Luciano!
    Eu ainda não li nenhum livro dessa série, mas ela parece ser muito boa! Que bom saber que a série manteve a qualidade mesmo depois de 3 livros.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sora, a autora escreve muito bem, é mesmo muito bom que a série se mantenha nesse nível ;)

      Excluir
  4. Eu estou doida para ler esse livro e ao mesmo tempo evitando, guardando para quando tiver mais perto do próximo lançamento sabe?!?! Que bom que a autora não estragou a série, fiquei com medo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é!, agora eu estou ansioso para saber como continua, e não sei se a editora já está se movimentando para publicar um novo título da série.

      Excluir

Olá, seu comentário é muito importante para nós.

Nenhum comentário aqui publicado sofre qualquer tipo de edição e/ou manipulação, porém o autor do blog se reserva o direito de excluir todo e qualquer comentário que apresente temática ofensiva, palavras de baixo calão, e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação racial, estando assim em desconformidade com nossa Política de Privacidade.

Oscar