11 de fevereiro de 2013

Charlotte Street [Resenha #107]

Charlotte Street

 

 

 

 

Sinopse: Tudo começa com uma garota... (porque sim, sempre há uma garota...) Jason Priestley acabou de vê-la. Eles partilharam de um momento incrível e rápido de profunda possibilidade, em algum lugar da Charlotte Street. E então, em um piscar de olhos, ela partiu deixando-o, acidentalmente, segurando sua câmera descartável, com o filme de fotos completo... E agora Jason — ex-professor, ex-namorado, escritor e herói relutante — se depara com um dilema. Deveria tentar seguir A Garota? E se ela for A garota? Mas aquilo significaria utilizar suas únicas pistas, que estão ainda intocáveis em seu poder... É engraçado como as coisas algumas situações se desenrolam...

Adiei por muito tempo a leitura de Charlotte Street, nada nele me chamava a atenção então deixava o livro para depois. Agora posso dizer o quanto me arrependo de ter feito isso – ou, para parar de me culpar, talvez este tenha sido o momento certo de lê-lo.

Charlotte Street conta a história de Jason, que possui o mesmo nome do carinha de Barrados no Baile – filhos dos anos 80/90 provavelmente vão se lembrar – que fora abandonado pela mulher que amava após quatro anos de namoro e agora tinha de lidar com a felicidade e o iminente casamento dela, enquanto remói dentro de si que não conseguira progredir muito desde a separação.

Mas este não é um livro somente sobre a dor. Diria que ele fala bem mais da descoberta do amor e da busca pela felicidade. Nele estas coisas não são pintadas em cores quentes e chamativas – o livro se passa em Londres, então o frio, a garoa e a noite fazem muito mais sentido – mas estão implícitas desde as primeiras páginas.

Após o término de seu namoro com Sarah, Jason se muda para o apartamento de um colega com quem cursou faculdade, Dev, que é dono de uma loja de videogames retrô que fica ao lado de um lugar que todos pensam ser um bordel, mas não é. Com sua mudança, Jason esperava fazer algo com sua vida, lutar para que algo aconteça, para que prove a sim mesmo que pode fazer dar certo, assim como Dev, por exemplo, faz com sua loja, que é sua paixão.

Ao mesmo tempo em que lutava pelo que acreditava – trabalhando como escritor freelancer para um jornal gratuito, o London Now – em que tentava seguir em frente, dava algumas espiadas básicas no perfil do Facebook de sua ex. Lá ele leu sobre o noivado, e que ela estava no momento mais feliz da vida dela.

Não questiono a reação dele. Após quatro anos de namoro, eles se separam – e só ficamos sabendo o motivo bem mais à frente – e alguns meses depois ela está noiva de um outro cara, e aparentemente feliz. A questão aqui é: alguns meses são o suficiente para deixar para trás anos de relação? Acho que depende da qualidade de ambas as relações.

E se posso trazer para mim, uma das primeiras coisas a se fazer quando um romance não dá certo é bloquear a pessoa no Facebook. Finda a relação, temos de ter um resquício de amor próprio o suficiente para fazer isso. Ninguém quer ver a ex sorridente e, segundo a legenda da foto, “Feliz”,e se você não a bloqueou não resistirá em dar aquela espiada no perfil dela, só para conferir. Acreditem em mim: isso não leva a lugar algum.

Voltando ao livro, Jason não consegue – por mais que diga o contrário – seguir em frente, até que encontra uma garota toda atrapalhada para entrar em um táxi, a ajuda, recebe um olhar e, acidentalmente, fica com a câmera dela.

Aí que entra Dev, no papel do amigo que todos queriam ter.

É ele a mola propulsora que faz Jason revelar as fotos e partir em busca dA Garota. Claro que eles possuem pouquíssimas pistas de quem ela é: Jason a vira duas vezes na Charlotte Street, e possuem fotos dela em diversos lugares, então uma das alternativas é tentar identificar estes locais, numa expectativa um pouco tola de que, de alguma forma, digam mais sobre ela.

O autor, Danny Wallace, é bem mais inteligente que a foto na orelha do livro – na qual ele parece um integrante de uma boyband britânica qualquer – faz parecer. Jason é um personagem cativante que, mesmo um tanto irritante e chato no inicio foi me conquistando aos poucos, e antes da metade do livro já era um grande fã seu, e torcia abertamente por ele.

Acredito que o autor consegue emular esta identificação por ser o livro narrado por Jason em uma sincera confissão, de como tudo aconteceu, de como as coisas deram terrivelmente errado, e do quanto ele é atrapalhado e com uma grande tendência para piorar as situações.

Ou seja: ele é um personagem perfeitamente possível. Assim como Dev, Matt e Abbey, companheiros na jornada em busca da tal Garota.

No livro, Jason faz confissões corajosas, mas nem sempre totalmente sinceras. Ele se dá o direito de rever algumas passagens, assim como omitir temas. Isso mostra que a tarefa não é tão fácil, e na verdade ela, em nenhum momento, se mostra banal. Mas nas passagens onde ele revê suas ações e assume sua parte de culpa vai deixando claro que, aos poucos, ele está seguindo em frente, e, sim, pode conseguir o que tanto deseja.

Mas o que ele realmente deseja? Uma mulher em uma foto, esquecer a ex, seguir em frente, ser um bom jornalista?

Ao terminar de ler, percebi que se pode gostar de uma porção de livros, mas são bem poucos aqueles pelos quais você sente verdadeira afeição. Gosto realmente de Jason e seus amigos, e sua busca, que por qualquer um seria considerada uma perseguição, me parece um tanto justa. É o gatilho que o fará sair da mesmice e buscar algo de concreto.

É um longo caminho, mas vale por cada trecho percorrido.

 

Charlotte Street, de Danny Wallace (Charlotte Street,2012Tradução de Bruna Castelhano da Cruz, 2012) – 399 páginas, ISBN 9788581630038, Editora Novo Conceito. [Comprar no Submarino]

{A-}

44 comentários:

  1. Luciano
    Adorei ler sua resenha e saber o ponto de vista masculino sobre este livro.
    O livro nos prende nesta busca pela Garota que o motiva a seguir em frente.
    The best!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irene, eu gostei bastante do livro - e sua resenha na Saleta foi decisiva pra eu começar a ler ;)

      Excluir
  2. Já li algumas resenhas do livro e a sua foi a mais positiva, porque Charlotte Street vem gerando controvérsias. Entendo os pontos que você destacou, mas acredito que não se trate de um livro que funcione comigo. Na verdade, eu daria uma chance a obra se eu não tivesse tantos na frente, mas no momento, não tenho vontade de ler...

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, realmente, o livro vem dividindo opiniões. Eu gostei, acho que o começo é fraco, mas melhora bastante com o tempo e os personagens se tornam realmente agradáveis lá perto da metade da obra.

      Excluir
  3. Eu gostei do livro - mesmo que eu tenha esperado mais - Mas a leitura valeu a pena e tem muitos ensinamentos a passar. Não é o tipo de livro que "mudará sua vida", mas é o tipo de livro que faz com que você pense um pouco mais sobre os momentos que deixamos passar. A trama não é tão complicada, apenas demorada demais, mas se o autor simplificasse, acho que um número maior de leitores se sentiria mais atraído pela história.

    Abraços, Joshua Guimarães
    Blog Pensamentos do Joshua - pensamentosdojoshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joshua, o livro me surpreendeu positivamente - talvez por não conhecê-lo, não esperava muito, e o que recebi foi mais do que suficiente para gostar muito dele!

      Abraços.

      Excluir
  4. Oie,
    Nossa uma amiga minha leu esse livro e amou. Noto que após ler cada palavra sua preciso passá-lo na frente de alguns. Muito bom quando um livro causa sentimentos em nós. Beijoaks elis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elis, acho que você vai gostar dele quando ler ;)

      Excluir
  5. Mal posso esperar pela oportunidade de conhecer Londres (realmente) e através deste livro! rs
    Pena que romances não são muito meu forte...
    Abraço,
    Vinícius - Livros & Rabiscos

    ResponderExcluir
  6. Agora sentir que rolou mesmo uma química entre o livro e você! Que massa quando isso ocorre! Já li algumas resenhas sobre esse livro, mas acho que nenhum outro resenhista foi demonstrou tanta empatia com esse livro ou foi tão generoso com o autor e sua história.

    E sim, de repente me ocorreu que esse livro, tal como o ultimo de Anne Tyler, tem a particularidade de mostrar a perspectiva do rapaz e não da moça... Pensando bem romances assim não são tão comuns... pelo visto vale mesmo a leitura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, vale sim! Eu gostei, rsrs, e até me apeguei com os personagens lá pelo final. Eu não tinha pensado nisto, mas livros com personagens masculinos fortes não são tão comuns, o que é uma pena, tenho tido boas expériências com eles ;)

      Excluir
  7. Oi Luciano!
    Realmente bloquear o ex no Facebook e nas outras redes é a melhor coisa. Eu já fiz isso e não me arrependi.
    Lendo a sinopse do livro não achei que ele iria ser tão bom, mas sua resenha me convenceu a ler!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sora, isso deveria ser obrigatório! rsrrss. Vale a pena ler, o livro é bastante reconfortante.

      Excluir
  8. Oi!

    Eu acabei de terminar esse livro! E no início não gostava do Jason (chatooo) mas depois comecei a gostar e muito!! O Dev me conquistou tbem.. Toda essa descoberta e amadurecimento do Jason me deixaram com vontade de ler ler e ler mais ainda.....
    Adorei sua resenha!!!! parabens!

    bjos

    ResponderExcluir
  9. Eu ainda não li o livro todo, só um livreto que ganhei e a historia é magnifica adorei;

    ResponderExcluir
  10. A capa é linda, ;)
    A trama parece interessante e estou curiosa em lê-lo.

    ResponderExcluir
  11. eu adorei a capa, muito linda, e a historia tbem, adoro os romances da nc e este eu adorei, li a resenha e fiquei mais curioso para ler rsrs

    ResponderExcluir
  12. Confesso que também tenho certo preconceito, mas gostei muito da sua resenha. Acho que essa possibilidade de ser uma pessoa "real" é o que cativa (pelo menos é isso que me interessou).
    bjo

    ResponderExcluir
  13. Sua resenha deixou-me muito interessada em ler. sou uma eterna e assumida romântica, e claro esse é o meu estilo preferido de leitura rsrsrsrs Com certeza esse livro entra p/ alista dos desejados.

    ResponderExcluir
  14. capa linda, história linda e resenha igualmente linda! Quero muito ler Charlotte Steet !!!!

    ResponderExcluir
  15. Esse é um livro que eu me interessei há algum tempo já, e a sua resenha foi a mais completa que já vi até hoje. Você destacou os pontos fortes e fracos do livro, o que me deu a impressão de que é um livro mediano, mas gostoso de se ler. Eu gosto desse tipo de romance. Quero muito lê-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Stephanie, eu tenho uma tendência maior de destacar pontos negativos! Vou avisando, rsrs.

      Excluir
  16. Aaaah, se passa em Londres, tem como ser melhor? Quero muito ler!!

    ResponderExcluir
  17. Comentaram comigo que o início do livro é um pouco confuso e que depois entra no eixo :) Vamos ver se o ganho no sorteio... rs. Beijus,

    ResponderExcluir
  18. Como todos eu tenho uma linha de preferencia de leitura, porém diferente de muitos eu gosto de ler muito e isso faz com que eu não tenha rejeição por nenhum estilo e até mesmos os mais monótonos e sem sal me prendem a leitura, pois sou dessas que fico procurando os "por que?" e "como" dos texto.

    Porém diferentemente de minha expectativa que tive só com a capa do livro... De ser só mais um livro com começo, meio e fim bem traçados... Ele me traz uma expectativa grande para desvendar seu enredo e principalmente por ser por uma visão masculina das coisas, o que me agrada muito.

    Até mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosiclécia, o autor soube destrinchar bem o livro e executá-lo de uma forma que se torna agradável - por mais que o início seja um pouco sombrio, difícil de compreender. Vale muito a pena perseverar e continuar lendo.

      Excluir
  19. Já li esse livro e discordo de muitas resenhas que li por aí. Amei a história e para mim o final não podia ser melhor. Parabéns pela sua resenha. Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Eu estou mesmo precisando de um livro que se passa em Londres, e trata o romance e a amizade de maneira leve e compacta!
    Entrou para a lista!

    ResponderExcluir
  21. Amo essa capa linda!!!! Quero muito lerr.

    Amanda Vieira

    ResponderExcluir
  22. A capa do livro é linda, adorei a resenha.
    Parece ser daqueles livros leves, que encantam.
    Quero ler *-*
    Torcendo pra ganhar ele na promo.

    ResponderExcluir
  23. Pude perceber que é um livro diferente. As opiniões sobre ele estão bastante dividas. Parece uma história bonita. Quero ler pra tirar minhas proprias conclusões!

    ResponderExcluir
  24. A capa do livro é linda!!
    Essa foi a primeira resenha que li desse livro, e gostei bastante!!
    O livro parece ser ótimo e despertou meu interesse!!

    ResponderExcluir
  25. O livro parece intenso e cheio de sentimento. Quero ler.

    ResponderExcluir
  26. Conheci o livro a pouco tempo e já me interessei. Além da linda capa (e da minha paixão nada secreta por Londres), me senti instigada pela sua resenha. Espero ter a oportunidade de lê-lo em breve. Parabéns pela resenha, muito boa!

    ResponderExcluir
  27. Quero mto ler. A capa me conquistou, linda!!!!!

    ResponderExcluir
  28. Achei interessante sua resenha, principalmente o seu toque quanto ao manter o ex no seu Facebook .

    Agora tenho que ganhar a promoção para ver se o seu ponto de vista se parece com o meu .

    Bj

    ResponderExcluir
  29. Nossa, deve ser realmente bom! Gostei quando você deixou umas perguntas no final da resenha, coisa que só irei tirar minha conclusão quando lê-lo. Gostei muito da sua resenha, Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Otimo livro, achei a capa interessante e o enrendo tambem..torcendo pra ganhar.........

    ResponderExcluir
  31. Quero muito ler esse livro.
    Por ser o próprio Jason que narra a história já a faz ser interessante porque estamos no pensamento dele, reações, emoções da personagem.
    Isso dá a emoção de andar junto com ele na história e sentir tudo.

    Beijinhos**

    ResponderExcluir
  32. Amor dos novos tempos... gostei muito da resenhas e deu um gostinho a mais paa ler esse livro esta entre as minhas proximas aquisições.

    ResponderExcluir
  33. A mim também não me chamou a atenção a capa nem o nome do livro. Parece ser uma história muito boa, cheia de encontros e desencontros mas, ainda não conseguiu me encantar. Vou colocar este livro em minhas metas para quando eu tiver uma oportunidade poder lê-lo.

    ResponderExcluir
  34. O que mais me chamou atenção nesse livro foi o amadurecimento do personagem. Acho Jason muito bem trabalhado, porém a lerdeza da narrativa pode fazer com que essa característica fique sutil demais, levando muita gente a desistir de seguir com a leitura até o final. Na minha opinião, o livro fica realmente bom lá pra página 300. Tem que ser perseverante.

    ResponderExcluir

Olá, seu comentário é muito importante para nós.

Nenhum comentário aqui publicado sofre qualquer tipo de edição e/ou manipulação, porém o autor do blog se reserva o direito de excluir todo e qualquer comentário que apresente temática ofensiva, palavras de baixo calão, e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação racial, estando assim em desconformidade com nossa Política de Privacidade.

Oscar