25 de março de 2013

Alma? – O Protetorado da Sombrinha: O Primeiro Livro [Resenha #116]

Alma - Texto


Sinopse: Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Em primeiro lugar, ela não tem alma. Em segundo, é solteirona e filha de italiano. Em terceiro, acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro, o que foge a todas as regras de etiqueta.

E agora? Pelo visto, tudo vai de mal a pior, pois a Srta. Tarabotti mata sem querer o vampiro ― ocasião em que a Rainha Vitória envia o assustador Lorde Maccon (temperamental, bagunceiro, lindo de morrer e lobisomem) para investigar o ocorrido.

Com vampiros inesperados aparecendo e os esperados desaparecendo, todos parecem achar que a Srta. Tarabotti é a responsável. Será que ela conseguirá descobrir o que realmente está acontecendo na alta sociedade londrina? Será que seu dom de sem alma para anular poderes sobrenaturais acabará se revelando útil ou apenas constrangedor? No fim das contas, quem é o verdadeiro inimigo, e... será que vai ter torta de melado?


Em um primeiro momento, Alma? não me chamou tanto a atenção. Por mais que goste de personagens femininos fortes e que, com muito bom humor, lidam com as adversidades de seu tempo, fazendo troça das convenções sociais sem, no entanto, comprometê-las por completo, Alexia acabou me passando despercebida, o que se provou uma verdadeira injustiça.

Alexia Tarabotti é uma jovem de vinte e seis anos que ainda não arranjou um marido, o que faz dela, em pleno período vitoriano, uma solteirona sem esperança alguma. Para completar, possui sobrenome, nariz, tez e um corpo italiano, herdados do pai; que muito contrasta com suas meio-irmãs, frutos do segundo casamento da mãe, que estão perfeitamente dentro do que os costumes da época pedem, quase como se ela fosse Lady Edith Crawley, a feia filha do conde Grantham, em Downton Abbey, quando comparada com suas belas irmãs.

Isso faz com que Alexia viva em uma situação que muitas princesas de contos de fadas viveram, sendo preterida e cutucada em qualquer ocasião em que se desponte a oportunidade, mas com uma importante diferença: Alexia é dona de uma língua solta, irônica, mordaz e um comportamento completamente à frente de seu tempo, aliados a uma condição que faz dela um ser único: ela é uma preternatural.

O livro começa com a autora nos apresentando Alexia – chamada de Srta. Tarabotti – entediada em um baile onde nem mesmo se serviu uma comida decente, dando uma escapada para fazer um lanche rápido, mas um vampiro entra em cena e parte para atacar a moça. O que ele não sabe é que ela, sendo uma preternatural, ou sem alma, é capaz de anular os poderes sobrenaturais das criaturas: ao simples contato, vampiros e lobisomens perdem suas características fantásticas e se tornam “humanos” enquanto tal contato durar. Com a ajuda de sua sombrinha – que possui, não por acaso, uma ponteira de prata – o vampiro acaba sendo morto, com razão pois se mostrara bastante mal-educado.

Pouco depois entra em cena Lorde Maccon, um lobisomem que comanda o DAS – uma espécie de gabinete do governo que regulamenta a atividade sobrenatural, de modo que nada saia dos trilhos – para investigar a morte do vampiro e não fica surpreso ao encontrar Aléxia na cena do crime, uma vez que ela tem talento para entrar em confusões. Fica logo claro também, devido a animosidade entre os dois, que Alexia e Maccon formam o casal “com tensão sexual” do livro.

É preciso explicar a sociedade na qual Alexia vive. Sendo um livro do subgênero steampunk, isso quer dizer, à grosso modo, que a autora escreve uma história no tempo passado onde se tem a  presença de elementos tecnológicos posteriores à esta época, porém desenvolvidos com a “tecnologia” presente nela. Como o livro é ambientado no século dezenove, vemos chaleiras automatizadas movidas à vapor, elevadores à manivela e etc.

Mas, o mais importante para compreender o livro, é saber que na sociedade onde ele é ambientado, a existência dos seres sobrenaturais é conhecida há um bom tempo, tanto que no período eles já estavam, inclusive, inseridos na sociedade observando estritas regras de convivência com os seres humanos mortais, como não transformar ou se alimentar de uma pessoa sem a mesma estar de acordo – existindo inclusive “prostitutas de sangue”, que se deixam morder por vampiros em troca de dinheiro – e informar ao DAS quando da transformação de um novo membro.

Por isso, o ataque súbito que Alexia sofre deixa Lorde Maccon alarmado, pois algo de muito errado deve ter acontecido para que aquele vampiro deixasse sua colmeia para se alimentar desta forma, contrariando todas as regras de convivência mútua. À margem disso, a intrigante sobrenaturalidade de Alexia, e seus poderes ganham certa notoriedade, e o leitor logo se perguntará se, sendo ela capaz de neutralizar os poderes de lobisomens e vampiros, não seria também a fonte de uma possível cura?

Talvez eu precise explicar também o comportamento de Alexia. Apesar de ter a língua solta e não conseguir ficar calada quando, muitas vezes, seria mais fácil o fazer, ela não é amoral ou alheia a críticas. Como todo mundo ela se sente envergonhada, ferida, subestimada, a diferença aqui é o que ela faz para dar à volta por cima.

Gostei muito do texto da autora, Gail Carriger. Guardadas as devidas proporções, e isso graças à ambientação de época do texto, ele fica parecendo algo como Jane Austen com um belo senso de humor – a própria autora se diz fã de Austen – que dá um tom leve ao livro, que ajuda e muito no andamento do mesmo.

Acho que a autora conseguiu construir uma excelente obra, com uma ambientação onde todos os personagens se encaixam – e são memoráveis, como o Professor Lyall, que é o Beta na alcateia de Lorde Maccon; Floote, fiel mordomo, sempre pronto a ajudar Alexia; Ivy, a melhor amiga dela; e, claro Lorde Akeldama, um vampiro efeminado por quem ela nutre especial afeição – e não parecem soltos ou supérfluos, nem mesmo com relação à trama.

É admirável quando, em um livro de estreia de uma série, o autor consegue fazer com que nada seja gratuito, com cada passagem tendo sua relativa importância, e terminá-lo sem deixar pontas soltas que não àquelas que darão oportunidade de prosseguir com a série. Pelas minhas contas, essas pontas soltas foram duas, e, em minha humilde opinião, renderão bastante no futuro.

Pra finalizar, destaco o trabalho gráfico da editora Valentina. O acabamento do livro é muito bom, desta vez gostei muito da capa, ela tem um ar misterioso que apenas Londres sob a neblina pode ter,  e as páginas trazem elementos que se somam à identidade visual da série, agregando valor ao produto final.

 

Alma? - O Protetorado da Sombrinha: O Primeiro Livro, de Gail Carriger (Soulless, 2009Tradução de Flávia Carneiro Anderson, 2013) – 308 páginas, ISBN 9788565859042, Editora Valentina. [Comprar no Submarino]

{ A }

62 comentários:

  1. Eu li esse livro e gostei bastante! Alexia é uma personagem com personalidade forte, apesar de não controlar sua língua! A autora soube mesmo conduzir a história do livro, de modo natural em uma trama, digamos, meio louca, já que esse steampunk usa elementos - sobrenaturalidade - como se fosse algo normal no nosso cotidiano. Mas eu adorei o livro, recomendo bastante. O romance temperamental entre a srta. Tarabotti e o Lorde Maccon é bem engraçado! Ótima resenha :D

    Abraços, Joshua Guimarães
    Blog Pensamentos do Joshua - pensamentosdojoshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joshua, eu gostei muito do livro, Alexia já esta dentre minhas personagens favoritas. Fica agora o desejo de ler o restante da série ;)

      Abraços.

      Excluir

  2. Adorei sua resenha. Não conhecia o livro,
    a história parece ser boa, também não sabia que os vampiros viviam em colmeias. Querendo muito ler.

    http://soubibliofila.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Steampunk é um gênero que muito me atrai atualmente, daqueles que eu preciso ler urgentemente, pois é um dos gênero mais interessantes a mexer com a história, é nele que os autores se permitem chutar o pal da barraca completamente e elevar ao cubo o "e se tivesse sido assim" ou mesmo colocar "o presente no passado" é um tipo de ficção cientifica as avessas (não que outros gêneros de ficção histórica não façam isso também). Putz preciso escrever um post sobre ficção histórica urgentemente.

    A parte isso, adorei a resenha, foi a primeira que li sobre Alma? Luciano, e convidou totalmente a leitura do livro. Deve ser demasiado instigante e levou um A seu huhu... A Irene está lendo para a Saleta e já comentou comigo que o livro é bom, estou esperando pela resenha dela para saber mais sobre o romance do livro. Porque vc é um ser que nunca foca no romance ein? Meninos... Aff... shuashuas... Mas ainda assim, ouso perguntar: "A sensualidade contida em Alma? puxa para algo semelhante ao que encontramos em Jane True e Bella Andre?" Confesso que depois de tantos elogios a autora me frusta um pouco pensar que com tantos recursos ela possa vim a apelar para esse lado.

    Enfim, como estou focada no final da "Trilogia do Mago Negro" e em outras coisitas mais, sei que vou demorar a ler "Alma?", mas tenho que depois que eu vencer o luto pelo fim da Trilogia - sim talvez a resenha demore a sair - tenho a impressão que essa série pode ser uma das que vão ocupar um grande espaço em meu coração.

    Cheros nego, boa semana para você!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você vai gostar, Alexia é o tipo de heroína que, acredito, você simpatizará, pois não é presa às convenções sociais. Então, da próxima vez vou tentar focar no romance, rsrsrs, mas nunca tinha reparado que passo correndo sobre eles!

      Boas leituras, e obrigado pelo comentário.

      Excluir
  4. Eu realmente não esperava nada desse livro, mas agora fiquei super curiosa. O trabalho da editora está muito bom, realmente, e quero começar a ler steampunk, é um gênero que eu não explorei ainda. Talvez Alma? seja um bom começo, vou procurar!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, se puder leia! Acredito que você vá gostar, mas estou num tal estado de euforia com o livro que nem sei viu, rsrs.

      Excluir
  5. Pelo modo como você descreveu a personagem, me lembrou a Jane Austen interpretada pela Anne Hathaway em Amor e Inocência. Fiquei com muuuuuuuita vontade de ler Alma, principalmente por causa da Alexia.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ágata, eu fiquei muito feliz mesmo com o livro, vale a pena ler!

      Excluir
  6. Enfim uma personagem com meu nome! hahahaha...adorei!E ainda tem personalidade forte e foge de padrões. Quero ler!

    Também gostei muito da resenha, adoro steampunk, ciberpunk, mannerpunk e outros punks! Meu TCC foi sobre isso, vou publicá-lo esse ano, o lançamento será no dia 17 de maio! Vou fazer um sorteio dele no blog em junho! ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, lembrei disso na hora, Aléxia ;) E com certeza vou participar do sorteio ;)

      Excluir
  7. Eeeeei Luciano, tudo bom??
    Não li nada da editora Valentina ainda (estou esperando o lançamento de Fale, eu PRECISO desse livro, me identifico muito com as histórias da Laurie Halse Anderson). Mas enfim, eu não gostei muito da capa desse livro, mesmo tendo gostado da sinopse e tendo curiosidade de ler algum livro com tema steampunk. Quem sabe eu começo por esse? Eu adoro livros que, mesmo sendo o primeiro de uma série, não deixam um milhão de pontas soltas, só algumas. E é sempre bom quando essas duas ou três pontas soltas criam uma história boa =D
    Tenho certeza que eu ia gostar de Alma? (parece uma pergunta, haha XD)

    Beijos!
    www.nathlambert.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nath, tudo bem ;) OLha, eu estou louco para ler Fale, gostei muito do "Garotas de Vidro", então espero bastante deste livro. Também acho que você iria gostar de Alma?!

      Excluir
  8. Confesso que de primeira eu não tinha gostado muito da sinopse e nem dado muitos créditos ao livro, mas quando comecei a ouvir o burburinho sobre ele na blogosfera (se não for assim que se escreve, me deixem! Ando desatualizada mesmo >.<) resolvi voltar atrás.

    Sou COMPLETAMENTE leiga quando se trata de "steampunk". Sério, até meses atrás eu não sabia o que era isso #shameonme

    Mas depois de uma série de resenhas positivas e vale ressaltar que a sua colaborou para isso, pensei, cogitei e decidi que tá aí, vou arriscar!

    E preciso ressaltar que a capa ficou maravilhosa! A editora está de parabéns!

    Abraços!

    Dani / @daride

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Daniela, vale a pena ler, se ainda não leu nenhum livro do gênero, Alma? é um excelente título para começar.

      Excluir
  9. Adorei sua resenha. Não conhecia o livro,
    a história parece ser boa, pelo fato de falar de vampiros já me interessou!!

    ResponderExcluir
  10. Eita resenhas fofas que estão saindo desse livro. Muito bacana essa história dele, parece ser boa mesmo e gostosa de ler. Gostei e quero conferir.

    ResponderExcluir
  11. Adoro suas resenhas: completas , sinceras , sem puxação de saco , e fiquei tãoooo feliz que vc gostou do livro , tb aprecio quando uma serie termina sem me deixar loucaaaa varridaa querendo a continuação , ta certo que ficar um pouco curiosa ´´e bom mas nada demais , acho que vou amar esse livro tanto quanto amei a capa .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Michele, me dei muito bem com o livro, a autora criou personagens super cativantes. Mal posso esperar pela continuação.

      Excluir
  12. Sem duvida nenhuma que Alma? é um livro excelente, fiquei apaixonada pela história, pelas riquezas de detalhes, e só lendo a resenha, ja gostei de Alma, de sua personalidade forte, não li nada desse genero steampunk, mas gostaria muito de começar a ler, e começar em grande estilo, com o livro Alma?! Parabéns pela deliciosa resenha, me deixou mais ansiosa pela leitura desse livro! Bjão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adriana, Alma? é um excelente livro para se começar a se aventurar no gênero, se tiver oportunidade, leia.

      Excluir
  13. Conforme pude ver esse livro trás a batalha da alma, como o próprio titulo diz, e como gosto muito do sobrenatural, já estou curiosa para ler.

    ResponderExcluir
  14. Quando olhei para a capa desse livro, nem me interessei muito. Mas devido as ótimas críticas à cerca do mesmo, começo a querê-lo muito. Mesmo que seja um tanto sobrenatural, gênero que estou um pouco saturada.
    Ao que me lembre, nunca li um steampunk, mas presumo já amar o gênero por haver tantos livros no mercado que me chamam a atenção. Mas "money que é good nós não have", fico só na vontade. E esse não foi diferente. Acho interessantíssimo ler como seria criado as coisas com a tecnologia da época.
    Sem contar que me peguei já dando umas risadinhas ao ler a resenha. Sério! Eu quero muito ler como essa mulher mata o vampiro (rs). E como imagino que esse seja apenas uma de muitas confusões, desejo muito ler "Alma?" urgentemente. *-*

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Patricia, sabe que eu gostei da capa! Ela tem um tom sombrio que me agrada! Alma? é um excelente livro para se começar a ler steampunk. Se puder, leia, vale muito a pena!

      Excluir
  15. Vi muitas pessoas falando bem do livro, fiquei super curiosa, e adoro livros com gênero sobrenatural!

    ResponderExcluir
  16. Olhei a capa e pensei que não gostaria. Li a sinopse e gostei. Li a resenha e gostei mais ainda. A premissa do livro parece ser bastante boa, e a capa é linda até. Eu adoro histórias sobrenaturais, acredito que esse foi um dos fatores que ativaram meu interesse pelo livro. Mas também, o fato de a narrativa passar pelo século XIX, torna meu interesse e minha curiosidade bem mais ampla, desejando ler o livro logo que eu o puder comprar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jéssica, o livro tem uma premissa interessantíssima, e o andamento da narrativa é muito bem administrado pela autora. Vale ler.

      Excluir
  17. Luciano você quando gosta da leitura já percebo pela resenha.realmente Alma? Ultrapassou as expectativas. Uma história que nos prendeu do início ao fim e a autora o fez muito bem. Alexia me cativou assim como o Lorde Maccon. Um casal super hilário e vai dar muito o que falar. ótima resenha e um A vale comemoração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irene, livro maravilhoso, mal posso esperar pelos próximos volumes da série ;)

      Excluir
  18. Adorei tua resenha, ainda não conhecia o livro, e me despertou interesse na leitura. É bem o gênero que mais gosto!

    ResponderExcluir
  19. Posso concluir com sua resenha que Alma? é uma leitura mais recomendada! O livro tem vários elementos que aprecio, além de um enredo envolvente! Espero que surpreender com o livro!

    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Steampunk é um gênero que me atraiu, e me disseram que esse livro é minha cara, ainda não sei por que hahaha
    Sua resenha está muito bem feita, muito bem escrita. E a primeira que compara a autora à Jane Austen. Uau, ela deve ser boa então haha
    Adorei o blog, vou passar aqui mais vezes!
    Abç
    http://descobrindolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Tenho lido algumas resenhas e comentários sobre esse livro e todos até agora, foram muito favoráveis. sua resenha só veio reforçar isso e eu quero ler o livro ainda esse semestre.

    ResponderExcluir
  22. tipo... acho que está sendo o livro mais comentado do momento... o fato de ter vampiros e lobisomens me faz ter vontade de correr pra longe, mas apos ler a resenha, tenho que dizer que parece muito interessante... mas só mesmo lendo pra saber

    ResponderExcluir
  23. Adorei a resenha e acho que essa protagonista é uma forte candidata a ser uma das minhas pediletas: está fora dos padrões e é inteligente!!! Adorei, quero ler!!!

    ResponderExcluir
  24. Apesar de não curtir nem ler histórias com seres fantásticos e irreais, como vampiros, lobisomens e afins, essa história tem algo que me atrai... não sei se pela escrita divertida e a época em que se passa a história, talvez pela inovação desse estilo que desconheço: Steampunk.
    O fato é que "ALMA' está nos meus desejados, rsrs.

    ResponderExcluir
  25. Sinceramente o que mais amei no livro foi a capa. Sou extremamente capista e as vezes sequer leio a resenha de um livro. Se gosto da capa compro e pronto. Esse livro seria o caso. Mas acho a historia dele bastante interessante e acho mesmo que vou gostar. Bjkss

    ResponderExcluir
  26. Não sabia desse livro, mas amei a resenha e agora quero lê-lo! hahaha

    ResponderExcluir
  27. Esse livro parece ser muito bom, gostei do fato da personagem principal ser espirituosa e independente para a época que vivia, gostei do perfil da historia e de como ela parece se desenrolar, com as conversas inteligentes e claro, o queridíssimo sobrenatural. 

    ResponderExcluir
  28. já li outras resenhas sobre o livro.. infelizmente ainda não tive a oportunidade de lê-lo .. =/ ficou otina a resenha!

    ResponderExcluir
  29. Bom, o livro chamou muito minha atenção. Adoro e sou viciada neste tipo de temática! Espero ler o livro em breve! Adorei a resenha, deixou um gostinho de quero mais!

    ResponderExcluir
  30. Já li várias resenhas elogiando o livro por isso fiquei ansiosa pela leitura. Ainda não li nada do Gail o que também me deixa na expectativa. Quero conhecer melhor o estilo Steampunk =)

    Bjs
    @tibiux

    ResponderExcluir
  31. Não se deve julgar um livro pela capa porém é inegável que o que chama a atenção de um possível leitor para o livro, seja em uma livraria, um site, ou blog literário é a capa e o titulo, essa capa está horrível e mesmo depois de ler a sinopse continuei sem entender por que escolheram ela, mas tudo bem, o que me chamou a atenção foi o titulo, fui atras na hora no skoob e em blogs literários que sigo atrás de informações e resenhas do mesmo, me apaixonei na hora! adoro o gênero, adorei a história e pela sinopse vi que os personagens são apresentados em sua devida ordem e em um contexto fácil pro leitor levar a história sem ficar "voltando", odeio quando os personagens são jogados nos primeiros capitulos e você que quiser que se vire pra decorar nomes e história. Quero muito ler ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thiciane, eu gostei da capa, sombria, nos deixa curiosos sobre a ambientação. A história é ainda melhor, muito bem desenvolvida. Vale a pena ler.

      Excluir
  32. Diria que vou VICIADA nesse tipo de história,amei sua resenha o que me deu mais vontade ainda,e esse é sem duvida um livro que não me atraiu pela capa ,se não tivesse lido á resenha certamente passaria em branco,bjs.

    ResponderExcluir
  33. Adorei a resenha. Confesso que pela capa tinha outra ideia do livro. Mas curto muito esse lance sobrenatural, e pelo que li, acho que vou gostar desse livro. Parece ser interessante.

    ResponderExcluir
  34. a capa do livro não me atraiu, mas pela história ele parece legal!

    ResponderExcluir
  35. Um livro interessante, embora tambem inicialmente não tenha me chamado a atenção, a resenha foi bem feita, parabéns!

    ResponderExcluir
  36. Steampunk é um gênero que vem chamando minha atenção ultimamente, apesar de não ter lido nenhum livro desse tipo ainda. Acho que vou começar por Alma. Como você, gosto de personagens femininas fortes e pra mim não tem nada mais chato que aquelas personagens principais "água e açúcar". Vamos ver o que vai dar com tantos seres sobrenaturais juntos.

    ResponderExcluir
  37. Eu preciso ler esse livro!! Ainda mais depois dessa resenha, omg.
    To morrendo de vontade de ler agora kk

    ResponderExcluir
  38. Eu preciso ler esse livro!! Ainda mais depois dessa resenha, omg.
    To morrendo de vontade de ler agora kk

    ResponderExcluir
  39. Este livro parece ser muito interessante! As resenhas que tenho lido pela internet têm-me aguçado a curiosidade. Parece ser o tipo de história da qual vc não desgruda enquanto não chega ao fim.

    ResponderExcluir
  40. Eu tenho lido varias resenhas desse livro e me surpreendido em todas elas eu gostei muito da capa desse livro e estou louca pra conhecer a estória do livro, gosto dessa coisa de a mocinha ter personalidade forte gosto também da época que a autora explorou, apesar do sobrenatural da estória que confesso estar um pouco enjoada, mas mesmo assim quero conferir.

    ResponderExcluir
  41. hei o livro muito interessante,em que conheci novos termos como o Steampunk. Ainda não conhecia este estilo.Vou ler e sei que vou gostar muito.

    ResponderExcluir
  42. De início, também não tinha em interessado pelo livro, mas depois de ler tantas resenhas positivas, fiquei curiosa sobre ele.
    Adorei a ideia de Alexia ser uma preternatural, sendo capaz de anular os poderes dos seres sobrenaturais com um toque, tornando-os humanos.
    Achei bastante interessante esse gênero steampunk! Fiquei com muita vontade de ler esse livro! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pâmela, e vale muito a pena ler o livro! Alexia é uma personagem apaixonante, não há como não se senti envolvido com a trama.

      Excluir
  43. Não conhecia o livro. Adorei sua resenha, como sempre. Parece um livro interessante, assim como a capa.

    ResponderExcluir
  44. Parece se tratar de uma caça vampiros e que vampiros estão muito na moda. Tenho minhas dúvidas, mas vale a pena ler pra ver no que vai dar esta história de época.

    ResponderExcluir
  45. Luciano, me surpreendi com sua resenha, pois (acredito que não tenha lido a sinopse antes), pela capa, achava que ''Alma?'' se trata-se de uma romance meloso, um drama ou até um suspense de época. Nossa! Nada a ver! kkkkk Bom, pelo menos o período de época mais antiga eu praticamente acertei (mas, está na cara! rs)
    Poxa, é praticamente um conto de fadas vampírico! Assim como você, não estava muito convencida por esse livro não mas, agora adorei! Fiquei bem curiosa, principalmente por ela não ter alma, é isso mesmo?!
    Estou totalmente intrigada pelo livro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mah, faz parte da época vitoriana essa pegada mais "romântica" das vestimentas e costumes, daí a capa - que eu gostei ;) - o livro me surpreendeu MUITO, adorei, espero que a continuação chegue logo!

      Excluir
  46. Como assim, jane austen com humor? Só nisso o livro me ganha, mega fã!
    Eu fiquei curiosa com esse livro, mocinha forte, decidida, "solteirona", isso costuma formar um livro muito bom, sem falar nos personagens sobrenaturais. Também gostei do trabalho da valentina, vi umas fotos e a arte ficou realmente linda! Espero ler em breve e tomara que a editora traga logo as continuações.
    Bj

    ResponderExcluir
  47. Eu nunca li um livro steampunk e fico meio confuso quanto a sua classificação, mas tenho muita vontade de ler. Sim, mais uma história com vampiros e tal, mas quem sabe... parece que pode me render uma boa leitura. Acho que vale a compra, pelo menos pra ver como é, se eu não gostar, eu não compro e não leio o resto da série.

    ResponderExcluir

Olá, seu comentário é muito importante para nós.

Nenhum comentário aqui publicado sofre qualquer tipo de edição e/ou manipulação, porém o autor do blog se reserva o direito de excluir todo e qualquer comentário que apresente temática ofensiva, palavras de baixo calão, e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação racial, estando assim em desconformidade com nossa Política de Privacidade.

Oscar