21 de novembro de 2012

Meme: Laço de Incentivo à Leitura

Meme-da-Campanha-Laço-de-Incentivo-à-LeituraTenho muitos memes atrasados para responder, então vamos por partes e, com calma, consigo deixar tudo em dia até o fim do ano. O de hoje recebi da Monique Químbeli, do blog “Sete Vidas”.

Regras obrigatórias: indicar dez blogs (é expressamente proibido oferecer o Laço "a quem quiser pegar" sem indicar os blogs primeiro), avisar aos blogueiros em questão, colocar a imagem no seu blog para apoiar a campanha e responder à pergunta:

Qual livro você indicaria para uma pessoa começar a ler?

Não é uma pergunta tão simples, pois quando o fazemos somos levados a considerar – e mesmo que inconscientemente – nossos gostos pessoais, que podem não casar com o da pessoa a quem estamos indicando.

Quando ainda na escola, indiquei Agatha Chrstie para uma porção de amigos, mas apenas um deles foi até o fim e disse ter gostado – e outro abandonou no meio do caminho, mas ficou curioso para saber o final, que não contei. Às vezes dá saudades do tempo em que as respostas estavam bem mais longe que um clique no Google.

Bom, se fosse indicar para alguém com menos de dez, doze anos, seriam os livros do Ziraldo – qualquer um, “Flicts” me arrepiou todo quando já era adolescente – “O Reizinho Mandão”, da Ruth Rocha; “A Bruxinha Atrapalhada”, da Eva Furnari, e os gibis do Maurício de Sousa.

Mais que isso? Vai de Harry Potter meu filho, e seja feliz!, a Dona Rowling sabe o que faz. Aproveite para conhecer Daniel Pennac e seu “Vira-Lata Virador”, e “Os Colegas”, da Lygia Bojunga.

Um pouco mais velho? Já dá para encarar Agatha Christie, e seu “Sócios no Crime” ou “Convite para um Homicídio” e o obrigatório “O Caso dos Dez Negrinhos”, por exemplo. Se optar pela ficção científica, Brian Aldiss pode ser um bom companheiro com seu “Superbrinquedos Duram o Verão Todo”; e Isaac Asimov com sua “Viagem Fantástica”. Curte videogames? Então “Jogador Nº1”, do Ernest Cline, é essencial.

Passando pra próxima fase, e imaginando que ele tenha curtido a Rainha do Crime, aqui os detetives podem ser pobres, morar em uma espelunca e beber um trago no fim do dia – ou mesmo pela manhã. Já dá para circular com Phillip Marlowe em “Adeus, Minha Adorada”, de Raymond Chandler; com Elvis Cole em “Réquiem em Los Angeles”, de Robert Crais; com Benjamin Dill em “Espinheiro”, de Ross Thomas; e Mathew Scudder em “Punhalada no Escuro”, de Lawrence Block. Mas ele tem de, obrigatoriamente, reservar um tempo para o Velho Safado Bukowski, e seu “Hollywood”.

Por fim, acho que estaria pronto para ler “O Começo do Adeus”, da Anne Tyler; “Um Mundo Brilhante”, da Tammy Greenwood; “Serena”, do Ian McEwan; “Fahrenheit 451”, do Ray Bradbury; “Selvagens”, do Don Winslow; “Clube da Luta” e “Sobrevivente”, do Palahniuk. Claro, ainda temos os russos. Uma boa pedida é começar por “O Capote”, de Gogol, até chegar no grande Górki.

Por mais que tenha tentado, muita gente grande ficou de fora. Mas leitura é uma constante descoberta, e um livro leva ao outro, assim como os autores.

Vou quebrar a regra do meme para manter minha posição quanto à eles: fico desconfortável na hora de indicar; quem desejar responder fique à vontade.

_

Vampeta

E uma nota importante – principalmente para os corintianos ;) A Editora Leya lançará  agora em dezembro a biografia do jogador Vampeta, e está pedindo sua ajuda para escolher a capa. Você pode ver a chamada no Facebook da editora aqui.

13 comentários:

  1. Quando vi a pergunta, instantaneamente pensei em Harry Potter... conheço muitas pessoas, tanto jovens quando gente mais velha, que tomou gosto pela leitura depois que colocou as mãos nos livros da J. K. Rowling.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João, a série Harry Potter tem mesmo este dom, e com certeza formou milhares de novos leitores ;)

      Excluir
  2. Nossa, estou há séculos para responder esse meme no blog e sempre esqueço, um autor me indicou. Gosto muito dele. Suas indicações foram perfeitas, quase me caiu uma lagriminha ao ler "Eva Furnari". Que infância maravilhosa essa autora me deu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, passei bons momentos com a Eva e sua Bruxinha! Se tivesse filhos seria um título obrigatório na estante deles ;)

      Excluir
  3. Eu adoro oferecer e indicar livros as pessoas!!! Amo ver surgindo um leitor e tem algo mais envaidecedor de ver alguém dizendo: "Passei a ler mais depois que conheci você!"???

    Eu acredito que todo mundo tem um livro chave que vai abrir as portas para todos os outros livros e me divirto tentando adivinhar qual vai ser o livro chave da pessoa ao meu lado. Eu sei sou doida! E sabe Luciano, para mim o segredo para fazer uma pessoa que nunca curtiu leitura passa a curti é ouvir bem as histórias que ela gosta de contar e do que ela fala muito... Se a pessoa gosta muito de noticiários policiais eu ofereço um Agatha, se ela fala muito da família tem que ser uma autora que aborde isso, se ela gosta de piadas tenho que oferecer um autor bem humorado, se for romântica ai é show de bola \o/

    Sempre funciona... e quando eu menos espero a pessoa que nunca leu é quem está me indicando livros!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pandora, concordo, cada pessoa "pede" um tipo de livro. se conseguimos identifiar esta inclinação já é meio caminho andado ;)

      Excluir
  4. Oi Luciano!
    Como você disse, é bem complicado você indicar um livro para alguém. Cada um tem seu gosto e acredito que uma decepção no primeiro livro em que se lê pode desmotivar muitos possíveis leitores.
    Mas você colocou indicações legais, algumas bem generalizadas, como Harry Potter. Essa é uma série que conquista por diversos motivos: por ter magia, por ser sobre uma amizade... Enfim, é algo que é bem provável que você goste. Isso sim é uma boa indicação para um futuro leitor.
    E nisso, será um longo caminho até a pessoa entender livros da Anne Tyler, do Ian McEwan ou do Palahniuk.
    Mas gostei bastante da sua resposta. :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luara, esta é parte do problema: uma indicação errada e a pessoa pode se fechar para a leitura, por isso a responsabilidade é tão grande. Tentei ser generalista, mas muita coisa acabou escapando, é difícil, mesmo evitando somos guiados por nossos gostos pessoais.

      Beijo ;)

      Excluir
  5. Luciano
    A cada meme que participas vejo o quanto conheces de literatura para todas as idades e gêneros. Sei que tens suas preferências, mas é lindo e transparente que você nasceu dentro de uma biblioteca.
    Muitos dos livros que menciona fazem voltar no tempo e outros vão para a lista que é interminável. Tenho um sonho de poder um dia viver o dia inteiro lendo sem me preocupar com nada. (claro que tinha que ter gente para fazer tudo para mim)rs.
    Gostei de suas respostas e acho que não me arrisco a responder. Vamos ver.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Voltando já deixei o meu voto para a capa do Vampeta.
    E falando em Leya será que vai abrir inscrições para parceiros esse ano ainda?

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Adorei as indicações e concordo contigo - a responsabilidade é grande. Um "truque" que eu uso bastante é perguntar sobre que tipo de filme a pessoa gosta, aí indicar livros dentro da temática.

    ResponderExcluir

Olá, seu comentário é muito importante para nós.

Nenhum comentário aqui publicado sofre qualquer tipo de edição e/ou manipulação, porém o autor do blog se reserva o direito de excluir todo e qualquer comentário que apresente temática ofensiva, palavras de baixo calão, e qualquer tipo de preconceito e/ou discriminação racial, estando assim em desconformidade com nossa Política de Privacidade.

Oscar